“A Suíça é um país incrível e merece entrar no roteiro de qualquer EuroTrip”, recomenda Flávia Domingos, que mostra todos os detalhes da sua viagem em família, em Zurich e arredores

Sabe aqueles montes belíssimos cobertos de neve, que a gente se encanta de ver nas imagens das redes sociais? São reais e muitos deles ficam na Suíça. Também conhecida como a terra dos chocolates, o destino é lindo de se ver por todos os lados. Foi pra lá, na cidade de Zurich, que a Flávia Domingos, analista de e-commerce, viajou em abril desse ano (2018), com o maridão Gabriel Girodo Domingos, analista de sistemas e sua filha Beatriz, de 7 anos.

Á convite de um amigo de Gabriel, que mora em Zurich, a família passeou de carro por todas as redondezas. Encantamento e só boas lembranças é o que ficou dessa viagem dos sonhos, que Flávia vai detalhar para a gente.

Durante três dias eles conheceram 5 cidades da Suíça, de carro. Além de Zurich, passearam por Berna, Lucerna, Lauterbrunnen e Grindelwlad. A opção de fazer tudo de carro foi pela facilidade de estar junto de um morador do país, que os ajudou como guia, além de garantir mais conforto.

“Amamos fazer os passeios de carro, a vista das estradas em si já é fantástica e tivemos mais liberdade de parar em alguns mirantes na estrada para tirar fotos e aproveitar a vista dos lagos e montanhas. Como estávamos com uma criança, foi mais confortável para ela descansar nos trajetos entre uma cidade e outra”, recomenda Flávia.

Ela também lembra que o destino oferece opções de transporte de qualidade e que os turistas devem aproveitá-los. “A melhor recomendação mesmo é planejar o roteiro de trem. A Suíça é conhecida por ter um dos melhores transportes e é possível conhecer todas as cidades de trem. Como eu já tinha feito uma lista de lugares desejados da Suíça, considerando as cidades próximas de Zurich, fizemos tudo de carro mesmo para otimizar o tempo”, explica.

Também existe a opção de alugar carros o que não interfere muito no custo da viagem. “Quanto à economia, a maioria dos carros de lá são elétricos, então acredito que mesmo se tivéssemos alugado, o custo com abastecimento seria baixo”, sugere.

Confira o roteiro:

Dia 1

Cidade: Berna (Capital da Suíça)

Pontos turísticos: Rosengarten (Jardim das Rosas) e Einsteinhaus (casa de Albert Einstein).

“Saímos de Paris para Zurique de avião, bem cedinho. O voo durou uma hora e chegamos em Zurich pela manhã. Nosso amigo nos buscou no aeroporto, nos acomodamos. Em seguida fomos para Berna. Fica a 1h de carro saindo de Zurique.

Flávia e Bia apreciam o cenário da cidade de Berna

Berna é uma cidade linda, o centro histórico é Patrimônio da Humanidade da UNESCO. De lá o mais legal foi a vista do Rosengarten (Jardim das Rosas), dá pra ver a cidade inteira e na primavera é simplesmente linda.

Vista de Rosengarten

Almoçamos em um restaurante incrível chamado “Restaurante Rosengarten”. A vista da cidade é muito linda e ao lado do restaurante tem uma praça onde a nossa filha ficou brincando livremente, enquanto comíamos despreocupados pois estávamos em um dos países mais seguros do mundo.

A comida Suíça não é muito diferente do que estamos acostumados: carne de porco, batatas, massa, etc. Os pratos eram fantásticos, mas o que tornou esse restaurante especial foi o local. Realmente muito lindo.

A tarde passeamos pelo centro histórico e conhecemos as principais atrações da cidade, que incluem Einsteinhaus – a casa onde o Albert Einstein viveu de 1903 a 1905. A cidade inteira parece ter saído de um livro medieval. É cercada por um rio, e a água é tão azul que parece que foi pintada”, completa Flávia.

Bia e a estátua de Einsten

Dia 2

Cidades: Lucerna, Lauterbrunnen e Grindelwald

Pontos Turísticos: Ponte Histórica Kapellbrücke (Chapel Bridge), Lago de Lucerna, Centro Histórico de Lucerna, Staubbachfall – Cachoeira subterrânea.

“Saímos bem cedo para Lucerna, uma cidade maravilhosa e com muita história. A vista da ponte histórica é incrível, e do lago de Lucerna, que é um dos maiores do país, também é possível ver os Alpes.

Gabriel e Flávia próximos ao lago de Lucerna

Depois de um passeio pelo centro histórico de Lucerna, fomos para Lauterbrunnen. O caminho até lá é fantástico, passando por vários lagos e por Interlakken, mas como tínhamos pouco tempo não entramos nessa cidade, só vimos do caminho.

A caminho de Lauterbrunnen

Lauterbrunnen é um pequeno vilarejo, com uma vista impressionante para as montanhas. O local é tão fantástico que inspirou John Ronald Reuel Tolkien, na criação de Valfenda, a cidade dos Elfos, do filme Senhor dos Anéis. Possui incríveis cachoeiras subterrâneas, e uma delas é a Staubbachfall que pode ser vista logo da entrada da cidade.

Lauterbrunnen e a vista impressionante para as montanhas.

Depois do almoço fomos para Grindelwald. Sabe aquelas cidades que vemos nos filmes, que parecem vindas de um conto de fadas? Então, elas existem. Grindelwald é absolutamente linda. Como fomos no início da primavera o gramado estava verdinho, a neve estava começando a derreter das montanhas e os rios estavam cheios. Opções de atrações não faltam seja na primavera, verão ou no inverno. É um dos principais locais para esportes de inverno.

Grindelwald

No final da tarde voltamos para Zurique, e como estava bastante sol, as pessoas estavam vivendo mais a cidade, sentadas as margens do lago de Zurique aproveitando um pouco das primeiras horas de calor do ano. No lago de Zurique é possível alugar pedalinhos, e o meu marido levou a nossa filha para brincar um pouco. O lago é bem grande, então esse passeio foi longo e ela amou”, conta Flávia.

Dia 3

Cidade: Zurique

Pontos turísticos: Centro Histórico, catedral Grossmünster, Lindenhof – a cidade antiga de Zurique e Zoológico. 

O terceiro dia foi dedicado para conhecermos melhor Zurique. Uma pequena grande cidade.
Pela manhã fizemos um passeio pelo centro histórico. Subimos até o topo da Grossmünster, uma linda catedral do século XVI. A subida é bastante íngreme e as escadarias da torre são bem estreitas. O que acabou sendo uma grande aventura para a nossa filha. Do topo temos uma vista linda, que dá para o Rio que corta a cidade e também para o lago de Zurique.

Zurique

Em seguida passamos por Lindenhof, a cidade antiga de Zurique – um local que passou por diversas transformações, desde os Romanos no século II. No pátio do parque existe uma linha do tempo que foi montada, e que retrata um pouco das transformações daquele lugar ao longo dos séculos.

Bia e Flávia em Lindenhof, cidade antiga de Zurique

Almoçamos pelo centro e a tarde optamos por fazer um passeio mais infantil para que a nossa filha também aproveitasse a viagem. Fomos até o Zoológico de Zurique. Essa foi a melhor escolha pois nós nos divertimos muito. O Zoológico é enorme e os animais são muito bem cuidados. Algumas aves ficam soltas, como os pavões por exemplo. A seção da Austrália também é diferente, somos nós que entramos na área dos cangurus, e vimos eles bem de pertinho sem grades ou vidros. Os animais tem muito espaço e parecem ser muito bem tratados, o Zoológico é extremamente bem cuidado e nós passamos uma tarde muito divertida ali”, detalha Flávia.

Bia se diverte com o pavão no zoo de Zurique

Na terra dos chocolates, vale a pena ganhar um quilinhos a mais. “Os chocolates são realmente muito bons. Tem uma doceria, localizada no centro, bastante tradicional chamada Confiserie Sprüngli, os chocolates são de dar agua na boca”, indica Flávia.

Dica Para Onde For: Fazer uma EuroTrip pode ser uma forma de conhecer vários destinos da Europa ao mesmo tempo. A viagem para Suíça que a Flávia fez também contou com passagens por Paris, onde ficou 4 dias e Roma, mais dois dias. A Europa oferece facilidade de locomoção para outros países. Aproveite a oportunidade. Só não esqueça de contratar um Seguro Viagem com cobertura mínima de 30 mil Euros, obrigatório para destinos que fazem parte do Tratado de Schengen. Flávia comprou o Seguro Viagem Allianz. Clique aqui e faça uma cotação.

Juliana Fernanda

Juliana Fernanda dos Santos Ferreira, jornalista pós-graduada em Comunicação Corporativa. Adoro novidades com conteúdo. Passear em família é a melhor programação, afinal todo lugar tem algo a se aproveitar e em boa companhia tudo fica ainda melhor.

COMENTÁRIOS