Enquanto aproveita a neve e o friozinho típico dos meses de janeiro a março, na Suíça você também consegue ter contato com a cultura de outros países da Europa

Está fugindo do calor? Quer aproveitar o frio da Europa? Entre a França, Alemanha, Itália e Áustria se esconde a bela Suíça, um país europeu de paz, cheio de curiosidades e de primeiro mundo.

A cultura rica e diversificada é marcada pelos quatro idiomas oficiais: alemão, italiano, francês e romanche, este último trata-se de um dialeto românico ocidental, assim como o português é originário do Latim, muito falado entre os romanos, comum nas regiões de campo do Cantão Grisões (em alemão: Graubünden). Quer aprender um pouquinho de Romanche? No final do post tem um link para ouvir a pronuncia do idioma local.

E por falar em Cantão Grisões lá estão os Vales Alpinos, aqueles que costumamos ver cobertos por neve nos tradicionais cartões postais da Suíça. A região contempla um dos cenários mais belos do mundo, com cores variadas que dão mais vida ao cenário gelado. Está localizado a 2h30 (de carro) de Berna, capital da Suíça. Grisões também pode ser acessado de trem, em uma viagem que dura em média quatro horas partindo de Berna. A vista do Bernina Express, o famoso trem vermelho que faz o trajeto de St. Moritz até Grisões, contrasta com o cenário local e é uma experiência muito prazerosa!

passeio no bernina express, que liga várias regiões da suíça.

Passeio no Bernina Express, que liga várias regiões da Suíça.

O destino é muito indicado para quem deseja aproveitar a natureza. É um dos locais ideais para praticar parapente e esqui. Também existem passeios de balão, com uma vista incrível dos vales nevados e da paisagem campestre. Aproveite também para passear na beira de dezenas de lagos da região e praticar golfe no Golf Club Alvaneu Bad.

Para relaxar conheça o vilarejo Vals, lá está o famoso Resort Termal Therme Vals,  todo construído em pedra pura de tom esverdeado, ao todo foram utilizadas 60 000 pedaços de quartzito autóctone. O Local contempla uma arquitetura muito apreciada por arquitetos de todo o mundo. Os banhos nas águas termais enriquecidas com minerais proporcionam um agradável conforto.  Peter Zumthor, arquiteto responsável pelo edifício recebeu por esta criação o Prêmio Pritzker, o mais importante do mundo. Conheça: Therme Vals.

⇒Hospedagens em Cantão Grisões:

Na cidade mais alta dos alpes suíços está o maior resort do destino, com excelente leque de atividades no gelo para suas férias. Confira o Davos.

Outra opção menos requintada, mas de alta qualidade é o Hotel Ducan.

Mais para o leste de Cantão dos Grisões está o Hotel Superior Rovanda, em Vals, essa hospedagem fica próxima a estação de ônibus de Vals, linha 431.

Partindo de Vals (Cantão Grisões) vamos seguir para Lucerna, é possível pegar o ônibus da linha 431, que mencionei acima, até a estação Banhof Ilanz e depois seguir viagem de trem, o trajeto de transporte público dura em média 4h, de carro cerca de 2h30min. De Grisões para Lucerna é só pegar o trem em Tiefencastel, o tempo de viagem é quase o mesmo: 3h e 30min.

Linda Lucerna reserva experiências com a natureza em um cenário charmoso com pontes e lago

Linda Lucerna reserva experiências com a natureza em um cenário charmoso com pontes e lago

 

 

Em Lucerna o idioma oficial é o alemão, a cidade é considerada a entrada para a região central da Suiça. O local nos aproxima dos famosos relógios, com lojas tradicionais para comprá-los.  Montanhas e lagos também dividem espaço num cenário muito bonito. Além da natureza exuberante, Lucerna é palco de grandes eventos culturais realizados em sua maioria no famoso Centro de Convenções e Cultura (KKL). Em fevereiro Lucerna tem um dos mais famosos e coloridos carnavais da Suiça.

Na Suíça o carnaval também é comemorado em fevereiro, o lugar mais indicado par curtir a farra é em Lucerna

Passeie pela mais antiga ponte de madeira da Europa: Kapellbrücke (Ponte da Capela). No alto das traves de madeira estão 112 pinturas do século 17. Da ponte é possível avistar a Igreja de São Léger e São Maurício.

Conheça o Museu Suíço do Transporte, um dos museus mais diversificados da Europa, voltado ao transporte e à comunicação, e o mais frequentado da Suíça.

Aproveite para realizar um passeio de barco no Lago Lucerna e também nas montanhas, acessíveis por teleféricos, proporcionando visões panorâmicas das regiões em torno de Lucerna.

⇒Hospedagens em Lucerna

A 100m da estação ferroviária de Lucerna e a 200m do cais dos navios, da Kapellbrücke (Ponte da Capela) e do lago, está o lindo Hotel Waldstaetterhof.

Outra opção com ótima localização é o Ameron Hotels. Ambiente clean e muito familiar.

Com serviço abrangente, incluindo adega para os amantes do vinho, ideal para se aquecer no inverno está o Park Hotel Vitznau

Seguindo para Ticino/Lugano…

Depois de explorar Lucerna, sua arte, cultura e natureza muito próxima as tradições alemãs, vamos seguir para Lugano. De trem ou de carro o tempo de viagem é aproximadamente de 2h. Vale ressaltar que o transporte público na Suiça é um dos melhores do mundo.

Monte San Salvatore, uma bela vista do Parco Civico , em Lugano

Localizada ao sul da Suiça, a língua oficial é o italiano, afinal e cidade faz fronteira com a Itália. Vale a pena sentir um pouco da cultura Italiana e a língua, muito mais fácil para os brasileiros se comparada ao alemão e francês.

A bela cidade, Lugano é a maior da região de Ticino e ótima opção para quem deseja um clima frio mais ameno. Não é o local mais indicado para encontrar neve, mas quando isso acontece a cidade celebra.

Para quem deseja curtir um visual apaixonante a dica é conhecer o Parco Cívico. O local é habitado por peixes, patos e cines. Ambiente romântico e ao mesmo tempo familiar. Dentro do parque existe um museu de história natural, o Museo Cantonale.

As igrejas de Lugano reservam obras de arte que devem ser conferidas. Entre elas estão: Igreja de Santa Maria degli Angioli (igreja de Santa Maria dos Anjos, lá estão os painéis Paixão e Crucifixão, A última Ceia e Virgem Maria com o menino Jesus, pintados por Bernardino Luini, famoso pintor italiano que trabalhou ao lado de Da Vinci); e Cattedrale di San Lorenzo, próxima da Estação de trem e do centro. A praça em frente a catedral possibilita uma linda vista de toda a cidade.

Passeios de barco pelo lago Lugano valem a pena. Uma das opções é fazer um cruzeiro mais extenso de Lugano até Gandria. No trajeto você pode conhecer a bela arquitetura das casas de Morcote; a Igreja de Santa Maria del Sasso, com seu extraordinário edifício renascentista, com visualização panorâmica única e uma torre de relógio datada do final da Era Romântica, até chegar a Gandria, uma pitoresca aldeia de pescadores às margens do Lago Lugano.

Gandria, uma aldeia de pescadores que beira o Lago Lugano

Ainda vale a pena fazer um tour e conhecer o LAC: Lugano Arte e Cultura e o Cassino de Lugano.

⇒Hospedagens em Lugano

O Hotel Dante Lugano  está a 12 minutos a pé da praia, situado em Piazza Cioccaro, no centro histórico e distrito financeiro de Lugano.

Outra possibilidade é se hospedar com vista ao lago lugano, a opção indicada é o Suiten hotel Parco Paradiso.

Vamos para Genebra?

vista do lago léman e o famoso chafariz Jet d’Eau ao fundo, em genebra

Vista do Lago Léman e o famoso chafariz Jet d’Eau ao fundo, em Genebra

Para completar a expedição na Suíça e aproveitar a influencia dos quatro idiomas oficiais, vamos seguir para Genebra a cidade suíça com toque francês. O trajeto partindo de Lugano tem duração de 1h30 de trem.

Considerada um dos maiores centros financeiros do mundo Genebra é o ponto da Suíça em que sentimos plenamente pisar em terras de primeiro mundo. É um das cidades mais caras do planeta para viver.

O principal ponto turístico da cidade é o chafariz de Genebra, com um jato d’água de até 140 metros de altura, o famoso Jet d’Eau , no Lago Léman. A frente do Lago encontra-se também o Jardim Inglês, com seu famoso relógio florido e a fonte de bronze Quatro Estações.

Um passeio no centro histórico Vieille Ville é obrigatório. Prédios e torres antigas passam a impressão de voltar ao passado. Aproveite para conhecer tradicionais restaurantes, bares, visitar museus, galerias, além de lojas de antiguidades e prédios oficiais. Conheça também a Catedral de Saint-Pierre.

Para um tour mais econômico, vale a pena adquirir o passe de Genebra, que dá acesso gratuito a vários pontos turísticos, incluído a utilização do transporte público. O site oficial do Geneva Pass é: www.geneve.com. De acordo com o seu tempo, aproveite para conhecer o Patek Philippe Museu, museo que conta a história da fabricação do relógio; o Centro Europeu para Pesquisa Nuclear (CERN) e o Museu da Cruz Vermelha.

Hospedagens em Genebra

Uma boa oportunidade de vivenciar o clima francês é se hospedar no Le Jour et la Nuit, uma casa de campo do século XVI a apenas 2,5 km de Vaison-la-Romaine.

Uma opção com vista panorâmica para o Lago é o Hotel d’Angleterre. Hospedagem cinco estrelas. 😉

**Algumas dúvidas sobre a Suíça**

Precisa de visto para entrar na Suíça?

A dúvida de muitos turistas é se a Suiça faz parte da União Europeia e se é necessário visto para entrar no país. Mesmo não fazendo parte da União Européia, não é necessário visto para brasileiros para viagens até três meses.

Qual a moeda local?

A moeda oficial é o Franco Suíço, seu valor é maior que o dólar e menor que o Euro. É possível pagar suas comprar em Euro, mas na maioria das vezes o troco será em Franco Suíço. Vale mais a pena trocar a moeda em casas de câmbio e preferir utilizar o Franco Suíço nas lojas e restaurantes da Suíça.

Faz parte do tratado de Schengen? O que isso significa?

Sim, a Suíça faz parte do tratado de Schengen, acordo assinado entre países da Europa (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça). Desta forma, apesar da circulação entre os países não ter necessidade de apresentação de visto ou passaporte por um período de três meses, este acordo estabelece a contratação do Seguro Viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.

Compre seu seguro viagem: Aproveite os descontos no Seguro Viagem para qualquer destino. Clique aqui para fazer a cotação.

 

 

Fontes: myswitzerland.com / Melhores Destinos / Wikipédia / Todos os Lugarem em Um.

Juliana Fernanda

Juliana Fernanda dos Santos Ferreira, jornalista pós-graduada em Comunicação Corporativa. Adoro novidades com conteúdo. Passear em família é a melhor programação, afinal todo lugar tem algo a se aproveitar e em boa companhia tudo fica ainda melhor.

COMENTÁRIOS