Conheça a síndrome do viajante e confira dicas para evitar desconfortos durante viagens longas

Todo mundo que já fez uma viagem muito longa e passou horas na mesma posição já deve ter sentido aquele incômodo nas pernas ao se levantar, não é mesmo? Isso é muito comum e acontece com a maioria das pessoas. Mas um problema mais grave que também pode acontecer em viagens de longa distância é a Trombose Venosa Profunda (TVP). A doença atinge o sistema circulatório e é popularmente conhecida como “síndrome do viajante” pois acomete pessoas que permanecem por um longo período na mesma posição: sentado, seja em carros, aviões ou ônibus.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), só nos Estados Unidos, 100 mil óbitos são registrados todos os anos.

Como acontece a Síndrome do Viajante?

Quando estamos parados a circulação sanguínea diminui. Ao ficar por muito tempo sentado na mesma posição, o fluxo do sangue na corrente sanguínea pode parar, podendo formar trombos (coágulos) nas veias das pernas. A posição é o maior determinante, tanto para viagens de ônibus e carro quanto para avião.

Em viagens de avião muito longas esse risco aumenta, pois o ar da cabine pressurizada e a diminuição do oxigênio devido a altitude pode causar desidratação, fazendo com que o sangue fique mais espesso, elevando o risco de trombose. A consequência é a diminuição da oxigenação no sangue, levando a parada cardíaca.

Os sintomas muitas vezes podem ser sentidos após a viagem, quando a pessoa chega no destino e muitas vezes é confundido com mal súbito.

Quem apresenta maior risco de desenvolver a “Síndrome do Viajante”?

O nosso médico de plantão, o Doc Zuza, dr. José Sallovitz, coordenador da área médica da Mondial Assistance, esclarece:

“O maior motivador da sídrome do viajante é ficar na mesma posição por muito tempo, tanto que o problema pode atingir pessoas que viajam de carro e ônibus e não apenas de avião”, alerta

“A incidência é maior com pessoas que tem varizes ou já tenham tido histórico de trombose, além de obesos, porque tem uma dificuldade maior no retorno venoso, que é a quantidade de sangue que chega ao coração por minuto”, destaca.

Os sintomas muitas vezes podem ser sentidos após a viagem, quando a pessoa chega no destino e muitas vezes é confundido com mal súbito.

Como evitar?

Durante viagens longas siga algumas orientações:

– Beba bastante líquido durante a viagem, de preferência água para manter o corpo bem hidratado;

– Em viagens de avião, levante um pouco da poltrona e caminhe no corredor;

– Mesmo sentado, faça movimentos com as pernas e eleve os pés por alguns instantes;

– Use meia elástica de compressão. Elas contribuem para ativar a circulação; e

– Vista roupas confortáveis

Dicas #ParaOndeFor :

  1. Antes de realizar qualquer viagem, a principal orientação é procurar um médico. Ele saberá indicar as melhores formas para evitar qualquer imprevisto durante uma viagem, examinando cada caso de forma particular.
  1. Além disso, contrate um Seguro Viagem que ofereça cobertura para atendimento médico e hospitalar. Contrate o Seguro com desconto, clique aqui, e viaje sem medo!
#ParaOndeFor – Leitores do Blog tem desconto especial de 40% Off no Seguro Viagem para qualquer destino. Clique aqui e Utilize o código promocional BLOG40. Válido por tempo indeterminado. 😉

Blog40

Juliana Fernanda

Juliana Fernanda dos Santos Ferreira, jornalista pós-graduada em Comunicação Corporativa. Adoro novidades com conteúdo. Passear em família é a melhor programação, afinal todo lugar tem algo a se aproveitar e em boa companhia tudo fica ainda melhor.

COMENTÁRIOS