Fuja do comum! Planeje sua viagem para países pouco conhecidos e amplie sua bagagem cultural

 Basta termos um pouco de dinheiro na conta e tempo disponível para fazermos as malas e viajarmos ao exterior. Conhecer outros países e visitar pontos turísticos mundialmente conhecidos são dois pontos que explicam esse fascínio pelas viagens internacionais.

Após dois anos de queda, os brasileiros voltaram a visitar mais outros países em 2017. De acordo com dados da consultoria Euromonitor, o número de viagens internacionais saindo do Brasil cresceu 2% no último ano – e deve crescer mais 3% até 2022.

Entretanto, a maioria dos destinos escolhidos pelos brasileiros remete a países já tradicionais no turismo, como Estados Unidos, França, Espanha e nossos vizinhos da América do Sul, de acordo com informações do Ministério do Turismo.

Entretanto, há opções bem mais baratas e até mesmo mais bonitas e imperdíveis do que os que estamos acostumados a ver. Países da Ásia, África e do Norte e Leste da Europa escondem tesouros culturais e belas paisagens naturais.

Para inspirar o roteiro de sua próxima viagem internacional, confira uma lista com cinco destinos incríveis e ainda pouco conhecidos pelos brasileiros. Não perca tempo e faça já as suas malas:

Tailândia

A gastronomia, as festas populares, suas praias e o preço convidativo fazem da Tailândia um destino turístico bem interessante fora do circuito tradicional. O país está localizado no Sudeste Asiático e se destaca pelo calor e pelas chuvas torrenciais na região.

As Ilhas Phi Phi são os principais pontos turísticos. Primeiro porque foi palco para o filme “A Praia”, com Leonardo DiCaprio. Segundo pela visão paradisíaca que proporciona aos visitantes, principalmente em Phi Phi Leh e em Phi Phi Don.

Também é legal fazer a tabelinha entre as cidades de Ayutthaya e Bangkok, próximas uma da outra. A primeira chegou a ser a cidade mais populosa do mundo no século 18. Já a segunda é capital tailandesa e possui grandes opções de templos, lojas e restaurantes.

Croácia

Um dos países desmembrados da antiga Iugoslávia, a Croácia é independente desde 1991 e demonstra sólida economia na região. Dessa forma, tornou-se em ponto turístico seguro para pessoas que desejam conhecer o Leste Europeu.

O Parque Nacional dos Lagos Plitvice é, sem dúvida, o principal cartão-postal croata. Localizado no meio do país, registra um conjunto de cachoeiras e lagos com uma coloração turquesa bem específica. Também possui trilhas e barcos disponíveis para os visitantes.

A capital Zagreb é o centro econômico e cultural e abriga locais como a Torre de Lotršćak, a Igreja de São Marcos e Kamenita Vrata (Portão de Pedra, acesso à cidade medieval). Também tem as cidades de Dubrovnik e de Pula, com suas belas praias.

Islândia

É um dos países menos populosos do mundo, com pouco mais de 300 mil habitantes ao longo de toda a ilha – apenas três habitantes por quilômetro quadrado! Esse espaço e suas belezas naturais fazem da Islândia um ponto turístico cada vez mais importante no norte da Europa.

Reykjavík, capital islandesa, é a principal cidade turística. Lá, por exemplo, o turista pode visitar diversos locais com águas termais e fazer a Golden Circle Route, um passeio que começa na cidade e viaja por 300km em vilarejos e cidades históricas do país.

Na região Sudeste está a geleira de Vatnajökull, maior território de gelo da Europa, com mais de 8,1 mil quilômetros quadrados. Outro ponto interessante é o Parque Nacional Thingvellir, conhecida por abrigar grandes falhas geológicas.

Finlândia

Os excelentes indicadores sociais, as florestas que cobrem 75% de seu território e os 180 mil lagos fazem da Finlândia um destino único para quem deseja fugir dos países mais buscados pelos turistas.

A porta de entrada naturalmente é na capital Helsinque. É lá que tem os melhores restaurantes, hotéis e pontos turísticos, como a Praça do Senado, a Fortaleza de Suomenlinna, a Igreja de Temppeliaujio Kirkko e o Museu Nacional da Finlândia.

Outros locais interessantes para conhecer são Tempere, famosa cidade conhecida por seus teatros e, claro, a região da Lapônia, reconhecida como lar do Papai Noel. A cidade de Rovaniemi, por exemplo, possui uma casa dedicada ao personagem.

Malta

Localizado no Mar Mediterrâneo, o país é um arquipélago formado pelas ilhas de Malta, Gozo e Comino e por pequenas ilhas desabitadas por conta da preservação ambiental. Tem apenas 316 km² de área terrestre, mas, mesmo assim, é um dos mais belos destinos turísticos da Europa.

O local consegue unir paisagens naturais, praias paradisíacas e história, com influências de gregos, romanos e árabes. A capital Valleta, por exemplo, é patrimônio mundial da humanidade e possui pontos turísticos incríveis como o Palácio do Grão-Mestre e a co-catedral de São João.

Além disso, vale uma passada em Marsaxlokk, cartão-postal do país com seus barcos coloridos e dezenas de restaurantes de frutos do mar, e também em Blue Lagoon na Ilha de Comino, com sua água azul-turquesa.

Viagem exige preparação e planejamento!

Conhecer destinos pouco visitados é incrível, mas essas viagens exigem mais planejamento e preparação por parte do turista. Normalmente são países com cultura, idioma e hábitos bem diferentes dos nossos – qualquer problema pode trazer grandes consequências.

Portanto, pesquise bastante, informe-se sobre toda a documentação necessária para viajar no local escolhido, o tipo de gastronomia, clima e até mesmo o endereço da Embaixada Brasileira. São detalhes que podem fazer a diferença.

Por fim, conte com o auxílio de organizações especialistas no tema, como agência de viagem, empresa de tradução e instituições financeiras. Elas dão o suporte necessário para que você se preocupe apenas em curtir a sua estadia nas mais belas regiões do mundo.

 

Juliana Fernanda

Juliana Fernanda dos Santos Ferreira, jornalista pós-graduada em Comunicação Corporativa. Adoro novidades com conteúdo. Passear em família é a melhor programação, afinal todo lugar tem algo a se aproveitar e em boa companhia tudo fica ainda melhor.

COMENTÁRIOS